Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2017 -

Funcionário confessou : Facilitei a entrada dos dois homens

As investigações da Polícia Civil apontam que Loalwa Braz Vieira, cantora do hits 'Chorando se foi' encontrada morta nesta quinta-feira (19), foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte. Um funcionário da pousada, que fica em Saquarema, confessou que facilitou a entrada de outros dois homens no local, onde a cantora também morava. O funcionário e um outro suspeito foram presos. O terceiro homem ainda não foi identificado.

Segundo a polícia, o funcionário confessou e tudo indica que Loalwa ainda estava viva quando o carro foi incendiado. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Araruama.

Segundo o delegado Leonardo Macharet, titular da 124ª Delegacia de Polícia, o funcionário da pousadafoi levado à delegacia para prestar depoimento porque estava nervoso quando foi abordado na pousada; ele confessou envolvimento no crime, de acordo com a polícia. O homem de 23 anos estava com a camisa rasgada e chegou a dizer à polícia, ainda na pousada, que também havia sido vítima de agressão.

O funcionário já tem passagem pela polícia por roubo. Um outro suspeito foi preso na tarde desta quinta-feira; ainda de acordo com a Polícia Civil, ele foi o mais ativo no caso.

A Polícia Civil informou que o trio bateu na mulher com um galho e usou uma faca na abordagem do assalto, dentro da pousada. Como Loalwa gritava muito, eles a levaram para o carro para tirá-la do local. Na fuga, o carro teria apresentado problemas no motor e, por isso, eles decidiram colocar fogo no veículo com ela dentro, de acordo com a Polícia Civil. Dentro do veículo também foi encontrado um botijão de gás.

O delegado Leonardo Macharet disse que foram levados cerca de R$ 15 mil, louças, discos da cantora e porcelana.

Fonte : G1
Foto   : Antonio Carlos - Futura Press